Voltar

 

 

ÁGUA  - HORA DE REZAR

 

Daniel Valois   

 

      

 valois@intergate.com.br 

 

  

Seca na Amazônia. Rios transformados em filetes d’água, milhares de toneladas de peixes apodrecendo em lagos pestilenciais, formados  ao longo do leito quase seco...

O que parecia maldição Norte-Nordeste, repete-se agora no Sul. A seca chegou ao Sul do país. No Oeste de Santa Catarina,  os  leitos  de  rios  caudalosos  até ontem, agora estão com suas entranhas à mostra. As pedras nuas, outrora cobertas por grossa lâmina d’água, são espantalhos a assustar os homens... A Natureza está mandando recados. O Sul que parecia imune  ao fantasma da seca agora treme diante da realidade acachapante.

O celeiro do Brasil está ameaçado. Agricultores contabilizam prejuízos, cientistas oferecem explicações, municípios se mobilizam para mitigar a sede de suas populações. Quebra de safra, escassez de grãos, especulação nas redes do varejo... o cenário que se desenha é desolador.

É hora de rezar. Não a oração dos lábios, mas a do coração. O Brasil é decantado como o  país mais religioso do mundo! Onde está a fé do povo brasileiro? Não adiantam as análises técnicas, as lamúrias, a busca de culpados... É hora de nos voltarmos para o Autor da Vida e implorar. É hora de mobilizar os recursos que o Pai instalou em cada Ser.

É hora de acionar  pensamentos  e  sentimentos,   que  movimentarão  as  energias  do  3º princípio da Divindade – O Pensamento de Deus na Criação.

“Se se pudesse suspeitar do imenso mecanismo que o pensamento aciona e dos efeitos que ele produz de um indivíduo a outro, de um grupo de seres a outro grupo e, afinal, da ação universal dos pensamentos das criaturas umas sobre as outras, o homem ficaria assombrado! Sentir-se-ia aniquilado, diante dessa infinidade de pormenores, diante dessas inúmeras redes ligadas entre si por uma potente vontade e atuando harmonicamente para alcançar um único objetivo: o progresso universal”.  (Allan Kardec -Excerto do título “Fotografia e Telegrafia do pensamento”, Obras Póstumas, 22ª edição, 1944)

“P - Poderá o homem, um dia,  utilizar as forças espirituais, cósmicas e anímicas, extensivamente na agricultura e na saúde humana, vegetal e animal?”

R – “Já existem experiências positivas na atualidade por pessoas sensíveis, que se dedicam à produção de alimentos mediante os recursos preciosos das forças mentais, direcionadas no sentido positivo, recorrendo à oração, à mentalização, à bioenergia. Da mesma forma, os recursos psíquicos, biofísicos, encaminhados para a área da saúde de todos os seres sencientes, logram resultados admiráveis, que têm sido constatados em laboratório, cujos resultados podem ser medidos e demonstrados. O ser humano é, acima de tudo, aquilo que sustenta mentalmente. Suas construções mentais são o primeiro passo para a materialização do que se convencionou chamar realidade objetiva”. (Atualidade do Pensamento Espírita, 1ª edição, 1998, espírito Vianna de Carvalho, médium Divaldo Franco)

Então, o que estamos esperando?

                                                                          

 

 

                                                              Daniel Valois

                                Conselho Regional Espírita de Florianópolis(CRE-1)

                                                          valois@intergate.com.br